MixTape da Semana #15


Não sei explicar muito bem essa MixTape. Está tão variada que não consegui achar um título. Tem Childish Gambino e Run-D.M.C.. Tem Johnny Cash e Dolly Parton. Tem The Cramps e The Get Up Kids. Mas é um resumo do que eu ouvi na última semana.


Childish Gambino - Have Some Love
Apesar de This Is America ter se tornado bem famosa, eu fui ouvir outros trabalhos do Childish Gambino. Awaken, My Love! (2016) é um disco fantástico que foge do hip-hop tradicional e tem um pouco de soul music. Enfim, só me fez ficar ainda mais admirado pelo trabalho artístico do Donald Glover.

The Rolling Stones - Stray Cat Blues
Ainda no desafio dos 1001 Discos para Ouvir antes de Morrer, Beggars Banquet (1968) foi um dos álbuns que ouvi nesta semana. E é um material incrível dos Stones, nem dá para se comparar. Mas para fugir dos clichês, escolhi Stray Cat Blues por conta da melódia que ela tem.

Johnny Cash - A Boy Name Sue
At San Quentin (1969) foi outro disco do desafio que ouvi nesta semana. Um dos melhores discos ao vivo que ouvi na vida. Johnny Cash tinha um carisma incrível e o público também contribuiu bastante para o clima do álbum. Eu me encantei por essa versão de A Boy Name Sue e a sua letra. É escutar e eu começar a rir deste "causo".

Dolly Parton - Traveling Man
Coat Of Many Colors (1971) também apareceu no desafio e outro disco que me encantou. Dolly Parton tem uma voz incrível que eu não conhecia ainda. O álbum bem country ao meu ponto de vista com histórias felizes e tristes. Mas para fazer "parzinho"com A Boy Name Sue e os problemas em família, escolhi Traveling Man.

Frank Turner - A Love Worth Keeping
O artista que deu uma passada pela discografia durante a semana foi o Frank Turner. E A Love Worth Keeping me pegou na primeira vez que escutei. E ouvi várias e várias vezes durante a semana. Apesar da letra, ela passa uma calma incrível e tem uma melodia linda.

The Get Up Kids - Close To Me
Não consigo lembrar o motivo, mas fiquei com essa versão de Close To Me na cabeça durante a semana. Adoro The Cure, adoro The Get Up Kids, mas prefiro a cover do que a versão original. Fico encantado com a bateria e o baixo desta versão. E não pude perder a oportunidade compartilhar com as pessoas.

The Longshot - Can't Make It On Time
Um bloco de "covers". Gosto muito da versão original dos Ramones para Can't Make It On Time por causa da voz do Joey Ramone. A versão do The Longshot é boa, mas não supera a original. Billie Joe Armstrong não passou a mesma emoção que o Joey. Mas foi uma música que voltei várias vezes para ouvir.

The Lurkers - Freak Show
Tirei algumas tardes para conhecer melhor The Lurkers. E das muitas músicas que escutei, acabei me viciando em Freak Show. É simples, a gravação não é uma das melhores. Mas gostei bastante do pré-refrão e do refrão. Bem punk rock dos anos 70.

The Cramps - The Mad Daddy
Songs The Lord Taught Us (1980) estava na lista de discos do desafio. E foi uma ótima oportunidade de conhecer The Cramps, uma banda que há muitos anos tento escutar. Simplesmente escolhi The Mad Daddy por conta dos vocais do Lux Interior que me lembrou bastante Tony Andreason do The Trashmen. Além da música ser incrível também.

Run-D.M.C. - It's Tricky
Outro disco do desafio foi Raising Hell (1986). E que disco interessante de ouvir. Não conheço muito do hip hop, mas peguei varias referências que outros artistas pegaram deles nessas músicas. E para não cair na mesmice e escolher Walk This Way com Aerosmith, peguei It's Tricky que é bem animada.

Postagens mais visitadas deste blog

Review: Armada - Bandeira Negra

MixTape da Semana #08

MixTape da Semana #04