Os 5 festivais de música que eu quero conhecer


Inspirado no filme Alta Fidelidade, eu sempre quis criar uma parte de lista com 5 mais sobre determinado tema. É clichê, eu sei. Mas adoro criar listas imaginarias, mas agora quero colocar em prática. Então, toda quinta-feira postarei um Top 5.

Vou começar com um assunto que me veio a cabeça na semana passada quando saiu o line-up deste ano do Riot Fest Chigago. Então, além de falar dele, vou listar mais quatro outros festivais de música que eu tenho vontade conhecer.

Riot Fest Chicago

É difícil eu não ficar babando nos line-ups de todas as edições do Riot Fest. As atrações do festival em Chicago na maioria das vezes são focadas no rock alternativo e no punk rock/hardcore. Ele mistura bandas que estão começando a se destacar com grandes clássicos e assim parece valer a pena investir uma grana para ir assistir ao festival.

Outra coisa bacana é que o Riot Fest é que o evento sempre "ressuscita" alguma banda que não estava em atividade. Por exemplo, em 2016 teve a volta da formação original do Misfits. E no ano passado, o Jawbreaker também retornou aos palcos para o festival. Então, essa é uma das tradições deles.

Achei incrível o line-up da edição deste ano, uma lista enorme de bandas que tenho vontade de ver ao vivo. Porém, ainda não anunciaram a banda que vão "ressuscitar". Quem sabe um dia eu consiga juntar uma grana para ir lá. Clique aqui para ver o line-up do Riot Fest Chicago deste ano.

SWSX (South By Southwest)

O SWSX não é apenas um festival de música. Talvez um festival de cultura em geral. Filmes, games, tecnologia, séries, teatro, dança e entre outras coisas da cultura pop são apresentados para o público nesse evento. Por estar perto de tantas novidades já deve valer bastante a pena ir nas palestras, nos shows e nas apresentações que rolam por lá.

Ele é realizado em Austin, no Texas, e não fica focado em apenas um local. Então, deve ser uma ótima forma de conhecer a cidade enquanto se desloca de um lugar para o outro. Ou seja, é um festival que mexe com o lado turista das pessoas. Acredito que seja uma experiência bem diferente dos outros festivais que cito na lista.

Rebellion Festival

O Rebellion Festival acontece anualmente em Blackpool na Inglaterra. Ele é o maior evento independente totalmente dedicado para o público punk. Principalmente para os fãs de british punk. Sempre tem bandas de outros países, como por exemplo, o Supla irá se apresentar lá esse ano.

Os motivos que me fazem querer ir é oportunidade ver muitas bandas que dificilmente virão para o Brasil, assim como espiar os novos artistas. A edição deste ano tem bastante coisa legal, como minhas bandas favoritas de punk britânico (The Adicts, GBH, 999) e outras de "punk alternativo" e bubblegum punk (Lawrence Arms, The Lillingtons, Bad Cop/Bad Cop).

Punk Rock Bowling

Se o Rebellion prioriza o british punk, o Punk Rock Bowling é onde se celebrar o punk rock/hardcore californiano. Assim como o SXSW, esse evento também prioriza outras artes, mas sempre ligadas a cultura DIY do punk rock. Tem exibição de artes, cinema, shows de comédia, pool parties e claro, competição de boliche.

O line-up segue mais ou menos a mesma "formula" do Riot Fest, só que em uma escala menor. Sempre com alguns veteranos fechando a noite e bandas em ascensão para aquecer o público. Normalmente ele ocorre durante três dias em Las Vegas. Enfim, sempre fico empolgado com festivais bem amplos como esse.

Fuji Rock Festival

Minha vontade de conhecer o Fuji Rock é por vários motivos. Primeiro, sempre tive vontade de conhecer o Japão. A segunda é porque ele inspirou uma das passagens mais legais de um mangá/anime chamado Beck. O evento acontece em um local cercado por florestas e para transitar de um palco para o outro as pessoas precisam "enfrentar" algumas trilhas. Porém, tudo bem organizado como manda o estilo nipônico. E exatamente isso que ocorre na animação.

O line-up do Fuji Rock nem sempre é mega estrelado como a maioria dos festivais. Ele é focado bastante nas bandas locais e em alguns artistas internacionais de rock, música pop e rock alternativo. Por exemplo, alguns das atrações de 2018 são Kendrick Lamar, Bob Dylan, Vampire Weekend, N.E.R.D., Albert Hammond Jr e MGMT. Então, eu provavelmente iria apenas quando tivesse algum artista que realmente gostasse muito.

Postagens mais visitadas deste blog

Review: Armada - Bandeira Negra

MixTape da Semana #08

MixTape da Semana #04